Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

Monumento criado por colaborar eterniza produção recorde da Stihl

Projetista Rodrigo de Mello Lopes, que atua na empresa desde 2019, foi o vencedor

 

Indústria leopoldense atinge a marca de  100 milhões de cilindros produzidos e eterniza marca com monumento

 

Iniciativa “Meu orgulho em um monumento” convidou profissionais a projetarem uma escultura que representasse o marco histórico atingido no mês de abril. Projeto escolhido foi construído e ficará exposto permanentemente na sede da empresa.

 

Nesta sexta-feira (9), a STIHL atingiu a marca histórica na unidade brasileira, localizada em São Leopoldo (RS): a produção de 100 milhões de cilindros – um dos principais componentes utilizados na fabricação de motores. Em comemoração à conquista, a empresa realizou um concurso cultural entre seus colaboradores. Chamado de “Meu orgulho em um monumento”, a iniciativa convidou os profissionais da STIHL a criarem um projeto escultural – com medidas de 2m x 2m – que representasse artisticamente o marco histórico atingido.

 

Ao todo, 55 profissionais participaram do concurso, submetendo 36 projetos – entre desenhos à mão livre, ilustrações digitais e desenhos técnicos. Eles foram avaliados por uma comissão formada por colaboradores e lideranças da STIHL, junto com o artista plástico Valter Frasson. Dentre todas as propostas, o desenho de Rodrigo de Mello Lopes, que é projetista na área de Ferramentaria da empresa desde 2019, foi o vencedor. O projeto já foi construído no pátio da empresa e foi inaugurado na quinta-feira (8).

 

Chegar a esse número tem uma grande relevância para a STIHL. A fábrica brasileira é a principal fornecedora do item para as demais unidades do Grupo STIHL que produzem equipamentos a combustão – na Alemanha, Estados Unidos e China –, as quais exportam, juntas, para mais de 160 países.

–  Do total da nossa produção de cilindros, mais de 90% é distribuído às fábricas da STIHL no mundo. Em 2020, esse componente representou 45% dos itens exportados. Por conta dessa grandiosidade, estruturamos uma celebração para simbolizar o sucesso que esse resultado representa, pelas mãos dos seus responsáveis: nossos colaboradores. São eles a parte essencial de conquistas como esta e, por isso, estamos eternizando suas contribuições em um monumento na empresa, afirma o presidente da STIHL Brasil, Cláudio Guenther.

Para seguir essa trajetória, aproximadamente R$ 374 milhões serão investidos na fábrica de São Leopoldo (RS) em 2021. Segundo Guenther, o foco da aplicação será o aumento da capacidade de produção e a modernização do parque fabril, para desenvolver cada vez mais produtos com qualidade e tecnologia de ponta.

Sobre a STIHL – A STIHL lidera o mercado brasileiro de ferramentas motorizadas portáteis, com um mix completo de produtos de alta qualidade e durabilidade. Com produtos destinados ao mercado florestal, agropecuário, construção civil, conservação e jardinagem profissional, e doméstico, a empresa oferece uma ampla linha de ferramentas motorizadas portáteis que podem ser encontradas em mais de 4 mil pontos de venda distribuídos pelo Brasil. No país, a STIHL está localizada em São Leopoldo (RS), onde trabalham aproximadamente 3,1 mil colaboradores. A matriz do grupo fica na cidade de Waiblingen, na Alemanha. Reconhecida pela sua liderança tecnológica, inovação e qualidade de seus produtos, a empresa está presente em mais de 160 países por meio de canais de distribuição formados por mais de 40 mil pontos de vendas no mundo. Para atender ao mercado global, a STIHL conta com unidades produtivas na Alemanha, Brasil, EUA, Áustria, Suíça, China e Filipinas.  Desde 2008, a STIHL Brasil é certificada com a ISO 14001 e a OSHAS 18001, ambas recertificadas em 2017. O Grupo STIHL é certificado com a ISO 9001.

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e