Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

São Leopoldo mobiliza Força-Tarefa e Defesa Civil alerta para eventos climáticos extremos até sexta (03/05)

O prefeito de São Leopoldo Ary Vanazzi convocou uma reunião emergencial on-line com secretários e órgãos de governo na tarde desta terça-feira (30), diante do boletim meteorológico da Sala de Situação da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS (Sema/RS). O boletim se refere a situação de alerta severo para riscos de chuvas intensas e ventos fortes para os municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre e em praticamente todo o Estado. Há possibilidade de um acumulado de chuvas com cerca de 200mm a 250mm/dia entre a noite desta terça-feira (30) e a madrugada de sexta-feira, dia 3 de maio.

Diante disso, Vanazzi determinou estado de prontidão e mobilização imediata de todos as secretarias e órgãos de governo nas próximas 72 horas. O chefe do Executivo orientou que os canais de comunicação institucionais da prefeitura permaneçam abertos 24h por dia, informando a população, principalmente as comunidades ribeirinhas ao Rio dos Sinos, com a finalidade orientar os moradores sobre a situação e para evitar eventuais notícias falsas.

“O que nos preocupa pelo alerta é que o evento seja muito excepcional, o que nos assusta muito, mas estamos com as tarefas definidas e mobilizadas. Somente hoje choveu mais de 100mm e não tivemos problemas. Isso vai muito dos investimentos e da prevenção que fizemos na limpeza e desassoreamentos dos arroios e na ampliação das bacias de contenção, além das obras em macrodrenagem. Mas precisamos estar preparados e de sobreaviso. Pedimos a colaboração da população que fique atenta e nos avise caso precisem de ajuda”, disse o prefeito

Já a Secretaria de Assistência Social (SAS) informou que todo o aparato de atendimento às famílias está preparado, bem como abrigos para caso houver necessidade de deslocar famílias que venham a ser atingidas pelas fortes chuvas e que o acolhimento ocorrerá de forma regionalizada. Vanazzi solicitou a Assistência Social que entre em contato com instituições e associações parceiras que possam abrigar famílias. A Assistência Social também prepara uma campanha para doações de alimentos não perecíveis, roupas de cama, materiais de higiene, etc.

O prefeito também organizou juntamente com os secretários toda a logística do Plano de Contingência para Inundações (Placon), elaborado para situação de cheia do Rio dos Sinos. Entre as medidas pediu a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Comunitária (Semusp) que imediatamente entre em contato com o Exército Brasileiro para solicitar apoio caso haja necessidade na remoção de famílias. No mesmo sentido, a Defesa Civil fará contato com o Corpo de Bombeiros para que a sede da corporação funcione como Quartel General das Operações (QG), a fim de dar centralidade e organização das equipes de apoio.

O Semae deve instalar nas próximas horas duas bombas anfíbias no Arroio Gauchinho na Vila Brás. O Semae também entrará em contato com a RGE e a empresa Mercúrio para deixar previamente organizadas equipes, caso venha a ocorrer falta de energia elétrica que possa prejudicar as Casas de Bombas. As equipes da frota de caminhões e retroescavadeiras da prefeitura estarão de sobreaviso. A Secretaria de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb) deve manter uma equipe de sobreaviso para eventuais desobstruções de ruas e avenidas se houver quedas de árvores.

Casas de Bombas em pleno funcionamento

Na manhã e tarde desta terça-feira, o prefeito Vanazzi acompanhou os trabalhos das equipes das Casas de Bombas da Avenida João Corrêa no bairro Vicentina e no bairro Campina. Todas estão em operando normalmente. Na Campina, o chefe do Executivo constatou que a obra da bacia de contenção próximo à Casa de Bombas, diante do acumulado de chuva dos últimos dias, está dando conta da vazão das águas da chuva, impedindo sobrecarga nos equipamentos.

Rio dos Sinos em status de Alerta  

Em São Leopoldo o nível do Rio dos Sinos, pelo sistema da ANA/CRPM marcava 4,44m às 20h desta terça-feira e está em elevação de 4cm por hora. O status é de Alerta. Nas últimas 24h choveu 113mm, nas últimas 72h houve precipitação de 199mm e o acumulado do mês de abril foi de cerca de 280mm, perfazendo a média histórica dos últimos 30 anos, quando registrou 143mm.

Resumo do disposto no Plano de contingência:

3,50m – Observação
3,50m – Atenção/Monitoramento Intensivo
4,30m + indícios de elevação e/ou previsão de novas chuvas – Alerta
4,50m – início atingimento na via da Rua da Praia e Rua das Camélias (fundo pela drenagem).
5,10m – Alarme – início atingimento Rua Alberto Ramos – Feitoria/São Geraldo.

Emergência

A Defesa Civil de São Leopoldo trabalha em regime de plantão e atende pelos telefones (51) 99117-8291 e (51) 98924-7852. Qualquer situação de danos causados pela instabilidade do tempo a população pode buscar auxílio por estes canais de comunicação.

Em caso de rajadas de vento não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

[Foto: Thales Ferreira | Texto: Lisandro Lorenzoni – Jornalista – MTb. 12.480 | Colaboração: Fabiano Camargo/Defesa Civil | Scom/PMSL]

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e