Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

São Leopoldo apresenta agenda de atividades do Bicentenário da Imigração Alemã

São Leopoldo apresente agenda de atividades do Bicentenário da Imigração Alemã

A tradição germânica inspirou as apresentações artísticas e o coquetel do lançamento da agenda do Bicentenário da Imigração Alemã no Brasil e dos 200 anos de São Leopoldo. O ato aconteceu nesta quarta-feira, 3 de abril, na plenária do Comitê Municipal do Bicentenário realizada no Teatro Municipal com a presença de representantes do governo municipal e da sociedade civil.

O calendário apresentado tem agendas de abril a setembro. Entre as atividades estão a São Leopoldo Fest; concerto da OSPA – Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e da Presto Produções; celebração dos 150 anos da Ferrovia no Rio Grande do Sul; inauguração do monumento do Bicentenário; aniversário de 50 anos do Centro Cultural; e a Feira do Livro.

O cronograma contempla ainda visita às obras do patrimônio histórico do município: Casa da Feitoria, Praça do Imigrante e Rua Independência, eventos como baile, seminários, almoços com autoridades, com ações organizadas pela Prefeitura e pelas organizações civis. De acordo com o secretário de Cultura, Marcel Frison, as atividades podem ser complementadas durante o ano e devem ocorrer até dezembro.

O prefeito Ary Vanazzi  também indicou ações para o calendário, como a homenagem aos historiadores Telmo Muller e Germano Moehlecke e ainda o lançamento do livro e do almanaque que estão sendo produzidos por historiadores da Comissão Histórica do Bicentenário.

O representante do governo estadual e também presidente da Comissão Estadual do Bicentenário, Rafael Gessinger, destacou que São Leopoldo tem uma importância estratégica, berço da imigração alemã, é uma cidade referência e significa algo mais amplo que diz respeito à formação do Rio Grande do Sul e do Brasil, com todas as contribuições na área do trabalho e em várias outras áreas. “A celebração do bicentenário tem a ver com muitas dimensões, tem a ver com nossa formação familiar, genética e também tem a ver com nossa formação cultural (…) Transmito a saudação do governador e do secretariado e cumprimento pelo esforço de São Leopoldo para que o bicentenário seja histórico. Contem conosco”, afirmou.

A presidente da Câmara de Vereadores, vereadora Iara Cardoso, reforçou a importância das comemorações dos 200 anos e a lembrança das raízes com as diferentes etnias que formaram e formam o município e a região e que contribuem para o desenvolvimento de São Leopoldo. Ela manifestou que a Câmara quer participar do calendário com a saudação às mulheres com a Comenda Maria Emília de Paula.

O evento reuniu a corte da São Leopoldo Fest 2023, a assessora especial do Bicentenário, Ingrid Marxen, a gerente da unidade do Sesc de São Leopoldo, Andrea Guedes, entre outras autoridades.

Apresentações

O Grupo Folclore Germânico da Sociedade Germânica, coordenado por Aline Metz, apresentou danças típicas e seus trajes inspirados na terra natal dos alemães que colonizaram a região. Já Rafaela Michel fez uma apresentação solo de violino, do 2º movimento do concerto de Riending Opus 35, e em dupla com Sophia Rech na viola, tocaram Asa Branca. A abertura do evento contou ainda com a apresentação de um vídeo com algumas das principais ações alusivas ao bicentenário realizadas desde a São Leopoldo Fest de 2023 até o momento.

 

 

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e