Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

O toque germânico da República das Cervejas

A República das Cervejas vem se tornando ponto de encontro para quem quer comer bem e tomar cervejas artesanais produzidas na região; ou para cervejeiros profissionais.

Construída em um prédio da década de 50, que por muitos anos abrigou uma selaria (produzia selas e outros artefatos de couro), a República das Cervejas traz para São Leopoldo uma atmosfera que remete às cervejarias de Munique. Congregando tudo o que gira em torno da cerveja, o local tem um ambiente amplo, com decoração rústica, que traz elementos decorativos que lembram o mundo cervejeiro.

A República das Cervejas se divide em pub, restaurante, loja de cervejas, espaço para eventos, loja de insumos para cervejeiros, escola para produção de cerveja artesanal, micro cervejaria, cervejaria berçário e cursos de harmonização com cervejas. O resto-bar também organiza eventos temáticos e apoia iniciativas culturais. Recebe bandas e artistas das mais diversas correntes, desde rock, blues, tradicionalistas, dentre outras.

À frente do empreendimento, está o casal André Rotta e Manuela Zang, que se divide nas funções. Enquanto Manuela, estudante de Gastronomia, comanda a cozinha, servindo pratos diversos com uma roupagem diferenciada, André, que é beer sommelier, atua nos demais ramos do negócio, promovendo, inclusive, eventos externos para a divulgação das cervejas produzidas no local.

Em 2017, a República tornouse a única incubadora de cervejarias do Brasil e está incubada na UNITEC, junto ao Parque Tecnológico São Leopoldo -Tecnosinos.

A República das Cervejas funciona sextas e sábados, das 20h às 2h, e está localizada na Rua Amadeo Rossi, 350, bairro Morro do Espelho.

O fone para contato é (51) 98100.6018.

Fotos: Rodrigo Blum

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e