Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

Expansão do Tecnosinos: Unitec 4 impulsiona inovação

Novo espaço tecnológico em São Leopoldo será inaugurado em junho de 2024

 

O Parque Tecnológico São Leopoldo está dando um importante passo em sua expansão com o início do projeto da Unitec 4. A nova Unidade de Inovação e Tecnologia será alojada no Prédio D do campus da Unisinos, em São Leopoldo, que passará por uma reforma planejada. A previsão é que a Unitec 4 esteja pronta até junho de 2024.

Para financiar as obras de reforma, serão utilizados R$ 4,7 milhões, parte dos R$ 13,8 milhões obtidos por meio do edital de Parques Tecnológicos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep)/Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Esses recursos não serão apenas direcionados para a infraestrutura física, mas também para a capacitação de empreendedores e gestores de inovação, bem como para estimular a cultura empreendedora entre os estudantes da Unisinos, aproveitando o conhecimento gerado na instituição.

A Unitec 4 terá espaço para acomodar até 40 empresas, com melhorias previstas na estrutura do prédio e a criação de espaços funcionais, além de laboratórios voltados para conectividade digital, provas de conceito (PoC) e testes de software. “Esse esforço conjunto tem como objetivo oferecer um ambiente favorável à criatividade, proporcionando às empresas um espaço que estimule a inovação”, explicou o gestor executivo do Tecnosinos e diretor da Unitec, Silvio Bitencourt da Silva.

 

A configuração atual do Tecnosinos

O Parque Tecnológico São Leopoldo é um ambiente promotor de inovação que integra ciência e tecnologia em um ecossistema com impactos notáveis no desenvolvimento regional. A sua estrutura de gestão é compartilhada entre a academia, o setor público e empresas, tendo a Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos como referência de conhecimento.

Atualmente, o Tecnosinos é composto por três Unidades de Inovação e Tecnologia (Unitec), abrigando um total de 42 empresas. Destaca-se por ser a primeira incubadora do Brasil a receber a certificação Cerne 4, concedida pelo Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne).

No contexto geral, o Parque Tecnológico São Leopoldo engloba 141 empresas em diferentes estágios, incluindo incubadas, graduadas, consolidadas e âncoras. Algumas delas têm alcance global, estendendo suas operações a países como Alemanha, Coreia do Sul e Índia.

O faturamento anual do Tecnosinos é aproximadamente de R$ 835 milhões, ressaltando seu impacto econômico e seu papel fundamental na promoção da inovação e da tecnologia na região.

 

Fonte: Assessoria Unisinos

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e