Você está aqui
Home > Cenários & Dados > Nível de atividade de São Leopoldo tem aumento de 4,9% no primeiro trimestre de 2021

Nível de atividade de São Leopoldo tem aumento de 4,9% no primeiro trimestre de 2021

São Leopoldo, RS

São Leopoldo retoma a economia de forma gratativa ao longo de 2021

O desempenho das exportações e do emprego registrados de janeiro a março deste ano levou ao aumento de 4,9% do Indicador do Nível de Atividade de São Leopoldo em comparação com o mesmo período do ano passado, quando o índice ficou em 0,9% negativo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 11, durante a apresentação da 12ª edição do Boletim Socioeconômico Trimestral, produzido pela Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo. O indicador é obtido a partir de quatro pilares, que são a arrecadação de impostos sobre a produção e circulação, o estoque formal de empregos, o IBC-Br (efeito Brasil) e as exportações municipais.

Indicadores – Evolução

Exportações – Os embarques de armas, munições, máquinas não elétricas e motores de pistão, principalmente para os Estados Unidos, geraram um aumento de 48,3% no faturamento em comparação com o primeiro trimestre de 2020. O município somou US$ 112,1 milhões contra US$ 89,5 milhões. Com este desempenho, São Leopoldo ficou em primeiro lugar no período, superando Gravataí, Canoas e Novo Hamburgo. Estes municípios são utilizados como comparação de desempenho, devido às características demográficas e de localização, pois pertencem à Região Metropolitana de Porto Alegre e têm mais de 200 mil habitantes.

Fazendo um recorte das exportações no acumulado até junho, o desempenho também foi positivo para São Leopoldo, que fechou o semestre com US$ 250,9 milhões. Gravataí registrou US$ 186,4 milhões, Canoas ficou com US$ 91,5 milhões e Novo Hamburgo contabilizou US$ 62,3 milhões.


Empregos –O levantamento efetuado pela ACIST-SL apontou que até maio deste ano o estoque de empregos formais em São Leopoldo somou 55.900 trabalhadores com carteira assinada. Foram gerados, naquele mês, 1.549 novos postos de trabalho. 

Já no primeiro trimestre, o número ficou em 1.108 vagas de emprego. Com este desempenho, o município foi o segundo maior gerador de emprego entre os demais municípios no período, perdendo para Novo Hamburgo, que gerou 3.376 novas vagas. No mesmo período do ano passado, o saldo de São Leopoldo havia sido de 398 novas vagas.

Redação: Elizabeth Renz – Coordernadora de Conteúdo. Reg. Prof 8228/95

Top