Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

Catástrofe Climática: Assinado decreto de emergência para acelerar ações contra a cheia em São Leopoldo

Catásfrofe climatica em São Leopoldo - fotos: PMSL

Com o expressivo volume de chuvas que atingem todo o Estado do RS, na manhã desta quinta-feira, dia 2 de maio, o prefeito Ary Vanazzi assinou um decreto de emergência com o objetivo de agilizar iniciativas de apoio às famílias e no combate à cheia que atinge São Leopoldo. A medida facilita, por exemplo, aquisição de materiais como lonas e colchões, e possibilita a contratação de máquinas para auxiliar nas desobstruções de vias públicas. O documento também serve de cadastro junto aos governos estadual e federal para ressarcimento dos prejuízos através de laudos técnicos.

A divulgação ocorreu durante uma reunião extraordinária no gabinete que reuniu as secretarias de governo envolvidas diretamente com o tema. “Desde segunda-feira estamos com as equipes nas ruas, com funcionários até de madrugada prestando assistência aos desabrigados que precisam do nosso respeito, cuidado e proteção”, ressaltou Vanazzi.  Nesse momento, 300 pessoas encontram-se abrigadas em associações, paróquias e CTGs designados pela Prefeitura. As doações de cobertores, colchões e produtos de higiene e limpeza devem ser direcionados para a Secretaria de Assistência Social, na rua São Joaquim, 600 – Centro.

Rio dos Sinos em situação de alarme

Ao meio-dia, o Rio dos Sinos atingiu 5,75m, ultrapassando a situação de Alerta que é 5,10m. O status do nível do Rio dos Sinos é de Alarme. Ontem, na medição das 20h, estava 4,88m. O maior nível do Rio dos Sinos foi registrado em 19 de junho de 2023, quando atingiu 6,18m e deixou mais de 800 famílias desabrigadas. O rio seguirá subindo no final de semana por conta das águas dos afluentes.

Medidas apresentadas:

– A Secretaria de Obras: centralizará as ações de remoção de pessoas e distribuição de lonas;

– Defesa Civil: atuação em parceria no QG do Corpo de Bombeiros;

– Secretaria-Geral de Governo: Ampliar serviço de fiscalização de encostas com engenheiros e arquitetos da prefeitura contabilizando estragos, realizando laudos e apontando medidas de segurança;

– Semae: manutenção constante das casas de bombas e dos pontos de captação;

– Secretaria de Assistência Social: acolhimento de desalojados na Paróquia Santo Inácio de Loyola, Ammep, Cepa, CTG Candieiro e ampliação para o Parque do Trabalhador;

– Secretaria de Segurança e Guarda Civil Municipal: cuidar dos locais de acolhimento e circular em áreas críticas.

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e