Uso de cookies

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência. Saiba mais em nossa política de de privacidade.

Ações do Outubro Rosa iniciam em São Leopoldo

 

Pacientes recebem atendimento fraterno na Associação Força Rosa, que atua de forma voluntária para oferecer apoio durante o tratamento

 

A programação do Outubro Rosa já iniciou em SãoLeopoldo. Realizada entre os dias 1º e 31, a campanha trata do Mês   deConscientizaçãoSobre o Câncer de Mama. A campanha conta com diversas ações voltadas à comunidade, como exame clínico das mamas, solicitação de mamografia, coleta de citopatológico do colo de útero, orientações sobre planejamento familiar e outras.

O objetivo é proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento,contribuindo,assim,
com a redução da mortalidade da doença. 


Segundo a presidente da Associação Força Rosa, Carla Katie Dal-Ri, a informação é essencial para a
prevenção. “Se descoberto precocemente, 95% dos casos de câncer de mama têm chance de cura. Então,
a Força Rosa não apenas dá o apoio emocional como também encaminha para o acompanhamento médico”,diz. “Acreditamos que a melhor forma de evitar a doença é falar sobre ela”, acrescenta.

Programação
Sábado, 7 de outubro

Ação Outubro Rosa da Associação Força Rosa
Onde:
praça ao lado da sede da Associação Força Rosa
(Rua Frei Caneca, 45, bairro Pinheiro)
10h – Início da carreata, com concentração na praça e percurso de aproximadamente 1h pelo bairro
10h às 18h – Feira, brechó e brinquedos para crianças
11h30 às 13h – Galeto drive-thru


Ações de acesso à saúde
Local:
14 Unidades Básicas de Saúde ainda não especificadas, horário ainda não definido
Acolhimento Testes rápidos de sífilis, HIV, Hepatite B e C, Exame clínico das mamas, Solicitação de mamografia,
Coleta de citopalógico do colo de útero, Orientações sobre planejamento familiar, Sala de espera com abordagens em saúde mental, Avaliação odontológica, Vacinas

Incidência e novos casos

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) prevê que o câncer de mama é o mais incidente (depois
do de pele não melanoma) e prevê 74 mil casos novos por ano até 2025.
De janeiro a setembro de 2023, a Oncologia Centenário iniciou o tratamento de 282 novos
casos, número que chegou a 303 no ano de 2022.
Ainda de acordo com o INCA, as regiões Sul e Sudeste do Brasil possuem as maiores taxas de mortalidade.
Respectivamente, os números são de 12,46% e 12,69% de mortes a cada 100 mil mulheres.
Em 2022, 6.278 pacientes foram submetidas a quimioterapia e 565 a radioterapia. Neste ano,
são 6.671 pacientes em quimioterapia e 636 em radioterapia.

Outras notícias

Castástrofe Climática: ACIST-SL cancela eventos de maio

  Devido aos graves efeitos da catástrofe climática que assola São Leopoldo, a ACIST-SL cancelou todos os eventos programados para maio. “Nossos esforços estão concentrados em apoiar os atingidos pela enchente. Criamos uma força-tarefa com nossos associados para receber e