Você está aqui
Home > Tecnologia & Inovação > X4 Tecnologia é finalista de programa de aceleração do MIT

X4 Tecnologia é finalista de programa de aceleração do MIT

 

Com a proposta de criar uma solução para reduzir o tempo de desenvolvimento de novos produtos da indústria calçadista, a X4 Tecnologia, startup incubada no Parque Tecnológico São Leopoldo – Tecnosinos, é uma das finalistas do MIT Venture Scaling Bootcamp. O programa de aceleração, promovido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts – MIT (sigla em inglês), é focado em startups. As empresas selecionadas participarão de um sprint de 4 dias, de 23 a 26 de setembro, em Cambrige, Massachusetts, com mentores e professores para auxiliar na escalabilidade do negócio.

Um dos sócios da X4 Tecnologia, Thiago Merib, vê o modelo de negócios como um diferencial para terem sido selecionados. “Para nós, só estarmos na final já é gratificante. Solucionamos uma dor latente, já que o ecossistema do Vale dos Sinos é voltado ao setor calçadista. Propomos uma redução para cinco dias de um processo que atualmente pode levar até 45 dias”.

O projeto de inovação colaborativa recebeu o nome de DO.INC, um conceito escolhido por remeter à ideia de realizar, fazer, concretizar seus modelos. A DO.INC, que em breve deve ser apresentada ao mercado, é uma plataforma de serviços de prototipagem funcional em impressão 3D, onde os clientes têm acesso à materialização de seus projetos, em diferentes materiais e cores, sem a necessidade de investimento em equipamento ou conhecimento/atualização constante da tecnologia, com vantagem competitiva de redução de até 80% do lead time criativo.

A solução proposta pela X4 Tecnologia é resultado de um projeto colaborativo, realizado em parceria com o Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos – IBTeC, Killing S.A. e Arezzo&Co. O gerente de Projetos do Núcleo de Inovação Tecnológica do IBTeC, Tetsuo Kakuta, explica que o projeto vem sendo desenvolvido desde 2016. “Através do mapeamento dos processos de desenvolvimento de um calçado, identificamos como caminho crítico o tempo demandado entre o desenho do modelo e a materialização do protótipo para avaliação visual – 21 dias, em média, sem contar com o tempo para obtenção de modelo para teste funcional, e então ter-se a validação final do desenvolvimento”. Para ele, o período excede o intervalo ditado pelo atual padrão fast fashion de fabricação-consumo-descarte de 15 dias, inviabilizando a troca de visual de componentes a cada coleção.

 

Fonte: Imprensa UNITEC –  Unidade de Inovação e Tecnologia 

Top