Você está aqui
Home > Empresas & Negócios > RGE anuncia parceria que beneficiará Hospital Centenário

RGE anuncia parceria que beneficiará Hospital Centenário

Iniciativa do grupo CPFL, o Programa RGE nos Hospitais foi lançado na manhã desta quinta-feira (9/1), em São Leopoldo, na sede da RGE. Com três frentes de trabalho – ações de eficiência energética, investimento na melhoria dos hospitais e um programa de doação em conta de energia para hospitais –, o programa ajudará instituições públicas e filantrópicas a reduzirem contas de energia elétrica.

Para o governador Eduardo Leite, presente ao evento, a iniciativa deixa ainda mais clara a importância da participação do setor privado. “Por muito tempo, existiu a visão de que o interesse público só é atendido quando há presença do Estado. Aqui, observamos mais um exemplo de que isso não é verdade. A iniciativa tem disposição e condições de melhorar a vida da população, com eficiência e rapidez”, explicou.

Em três anos, a RGE investirá R$ 50 milhões em eficiência energética, contemplando a instalação de usinas fotovoltaicas e a substituição de lâmpadas com tecnologia obsoleta por modelos de LED. “A partir desse investimento, os hospitais podem garantir redução nos custos de energia e redirecionar esse recurso para aquisição de leitos, pagamento de salários e regularidade na prestação de serviços”, celebrou Leite.

O diretor-presidente da RGE, Marco Antonio Villela de Abreu, reforça que este é o maior investimento já registrado no Estado em energia solar fotovoltaica. O valor vem sendo aplicado desde 2019, com previsão de ser quitado até 2021. Instituições públicas e filantrópicas de saúde, situadas nos municípios das áreas de concessão da RGE, estão aptas a participar do programa, que pretende contemplar mais de cem hospitais. A previsão é de que, ao longo dos três anos, as instituições hospitalares envolvidas no programa economizem aproximadamente R$ 6 milhões por ano.

O prefeito Ary Vanazzi reforçou que o tema da sustentabilidade não pode sair do horizonte de gestores e governantes. “Sou presidente da Associação Brasileira dos Municípios (ABM) e realizamos através dela muitos seminários sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Num momento em que o governo no Brasil deixa o assunto de lado, é importante que Estados e municípios abracem essa causa junto com as empresas. Em São Leopoldo formamos uma excelente parceria público privada”, ressaltou.

O segundo pilar do programa prevê investimentos na melhoria das condições dos hospitais, ampliando a oferta de serviços médico-assistenciais e apoiando a formação, o treinamento e o funcionamento de recursos humanos. O trabalho já vem sendo desenvolvido no Hospital de Caxias do Sul e no Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, em Veranópolis.

A terceira frente de atuação do programa envolve a participação do cidadão e cria a possibilidade de o cliente realizar doações para os hospitais por meio da conta de energia. O serviço já é oferecido em 94 hospitais do Rio Grande do Sul e de São Paulo.

Os secretários Artur Lemos Júnior (Meio Ambiente e Infraestrutura), Luís Lamb (Inovação, Ciência e Tecnologia) e Catarina Paladini (Justiça, Cidadania e Direitos Humanos) também participaram na cerimônia.

Top