Você está aqui
Home > Empresas & Negócios > Engenheiros gaúchos desenvolvem adaptador para evitar contágio em refrigeradores

Engenheiros gaúchos desenvolvem adaptador para evitar contágio em refrigeradores

 

Um adaptador de porta dos refrigeradores de bebidas e ou de alimentos, que pode ser implantado em supermercados e restaurantes, que evita o contato da mão no equipamento, é um dos produtos que os engenheiros Mateus Mello e Eduardo Tannhauser desenvolveram para contribuir para evitar o contágio do novo Coronavírus. O artigo é feito em impressora 3D, instalada na residência de Mello, em Porto Alegre. Juntos, criaram a pequena empresa ProVid, que também imprime protetores faciais.

“Nós avaliamos que o toque com as mãos nesta área é muito grande e que ele pode ser evitado com um adaptador para o antebraço”, explica o engenheiro Mateus Mello, que criou o projeto e em seguida recebeu o apoio de Eduardo Tannhauser, que atua na gestão.

VERIFIQUE AQUI COMO UTILIZAR O ADAPTADOR

O adaptador tem como base os insumos de plástico (PLA) e parafusos e já tem a atenção de clientes como o Torino Mercato e Caffe, pequeno mercado na região do Bonfim de Porto Alegre.

“Nossa produção é feita principalmente em casa, através do auxílio de uma impressora 3D e seguida de muitos trabalhos manuais. Para alguns de outros produtos que produzimos, pedimos auxílio a empresas terceirizadas para fabricação”, explica Mello. Como a empresa já está em início de operação, recebe investimentos de amigos e de pessoas que acreditam na empresa.

Mello anuncia ainda que estão em fase final de prototipagem outros dois produtos, um para empresas e outro para consumidor final.

As vendas são feitas por meio do instagram (@provid.produtos) ou pelo e-mail (provid.produtos@gmail.com). “Nós mesmos fazemos o envio, mas se o cliente preferir também tem a opção de buscar em nosso endereço”, diz.

O antebraço é apoiado no adaptador, evitando o contato da mão na porta do refrigerador

 

Quem são:

Mateus Melo tem 26 anos. É Formado em Engenharia Mecânica pela UFRGS e faz mestrado em Design na UFRGS.

Eduardo Tannhauser tem 30 anos, formado em Engenharia mecânica na UFRGS e faz mestrado em tecnologia dos materiais e processos industriais na Feevale.

 

Redação: Elizabeth Renz, produtora de conteúdo.

Top