Você está aqui
Home > Entidades > Em Sao Leopoldo, crédito solidário ajuda empreendedores afetados pela pandemia do coronavírus

Em Sao Leopoldo, crédito solidário ajuda empreendedores afetados pela pandemia do coronavírus

 

 

O Mão na Roda, Programa Municipal de Microcrédito de São Leopoldo, está disponibilizando crédito solidário para microempreendedores formais e informais de São Leopoldo que foram afetados pela pandemia do COVID-19 (Coronavírus). O crédito está à disposição para novas operações, reforços de caixa e ainda, para renovações.

O Microcrédito solidário funciona como um empréstimo de até 20 mil reais e com juros mais acessíveis do que era oferecido anteriormente, com carência de até seis meses para o primeiro pagamento, podendo ser efetuado em 90, 120 ou 180 dias e parcelado em até 36 vezes.

A ação tem como objetivo minimizar os danos causados pelo Coronavírus, através de empréstimo do crédito orientado para capital de giro, capital fixo e misto, sendo disponibilizado para micro, pequenas e médias empresas, além de cooperativas, associações, empreendedores individuais, de economia doméstica e familiar, profissionais liberais e solidários, movimento das mulheres, negros e de luta pela moradia.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico, o departamento do Microcrédito Mão na Roda se coloca a disposição para quem já possui o crédito e está precisando renegociar.

Como conseguir o microcrédito:

Para fazer parte dos beneficiários do microcrédito Mão na Roda, é necessário ter atividade produtiva em São Leopoldo; ter experiência de no mínimo 6 (seis) meses; não possuir restrições no SPC e Serasa; ter avalista que more na região metropolitana e não resida com o proponente; apresentar referências pessoais e comerciais.

Caso o cidadão cumpra com tais requisitos, é necessário que o requerente encaminhe pelo e-mail microcredito@saoleopoldo.rs.gov.br ou pelo whatsapp, através do número( 51) 98924 7658 a seguinte documentação:

Proponente
– RG, CPF ou CNH do solicitante e do cônjuge;
– Comprovante de endereço residencial e comercial (Somente água, luz ou telefone fixo);
– Comprovante de renda do cônjuge (quando houver);
– Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento, ou casamento, ou união estável, ou averbação de divórcio ou óbito do cônjuge);
– Dois orçamentos (apenas para investimento misto ou fixo, com CNPJ do fornecedor).
Avalista
– RG, CPF ou CNH do avalista e cônjuge;
– Comprovante de endereço (Somente água, luz ou telefone fixo);
– Comprovante de renda;
– Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento, ou casamento, ou união estável, ou averbação de divórcio ou óbito do cônjuge).
Empresa (Quando houver empresa registrada)
– Documento de Constituição (certificado do MEI, contrato social, firma individual, requerimento…);
– Cartão CNPJ;
– RG, CPF ou CNH dos sócios;
– RG, CPF ou CNH dos cônjuges dos sócios;
– Carta consulta;
– Declaração de estado civil (sócios).

A visita necessária ao estabelecimento será analisada, verificando a melhor maneira de ser efetuada, se por telefone ou presencial.
Para mais informações ligue (51) 2200-0336; (51) 2200-0337; (51) 2200-0342. Ou contate através do WhatsApp: (51) 9.9311-6166

Top