Você está aqui
Home > Cenários & Dados > Empregos formais aumentam 2, 23% em São Leopoldo no 1o semestre

Empregos formais aumentam 2, 23% em São Leopoldo no 1o semestre

De modo lento e gradativo, a economia de São Leopoldo retoma suas atividades. Um dos indicadores é o número de empregos observado pelo CAGED – Cadastro Geral de Empregos, efetuaod pelo Ministério do Trabalho e Emprego – MTE.

 

De janeiro a julho, foram admitidos 13.059 trabalhadores e demitidos 11.892, um crescimento de 2,23%. Isto significa que, no semestre, São Leopoldo gerou 1.167 empregos formais. Este dado, mesmo sendo considerado cauteloso por parte das entidades e de analistas, indica que gradativamente a economia da região vai mostrando sinais de recuperação. O setor de serviços, no acumulado do semestre, gerou 884 vagas, enquanto a indústria de transformação registrou 345 contratações.

Isoladamente, o sétimo mês do, apresentou a contratação de 1.875 pessoas e a demissão de 1.613, gerando um saldo positivo de 0,49%. O segmento serviços foi o maio empregador, com 117 admissões. A indústria de transformação ficou em segundo lugar, com 84.

E âmbito estadual, São Leopoldo ficou na quarta posição perdeu para Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul e Vacaria, onde as atividades voltadas à indústria de transformação (borracha, fumo e couros) apresentou reação positiva.

Para o presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia, Leandro Hilbk, os dados indicam crescimento gradual da economia local, apesar de os números estarem muito longe do ideal. Para ele, são pequenos avanços, pois ainda há um grande número de desempregados, com muitas empresas diminuindo as atividades e reduzindo custos.

Olinto Menegon, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, tem opinião semelhante. Para ele, há uma percepção de aquecimento, mas ainda não nos níveis ideais. O final do ano, na sua opinião, deve melhorar este desempenho.

Conteúdo: São Leopoldo Negócios & Companhia | Redação: Elizabeth Renz | contato@slnegociosecia.com.br

 

Top