Você está aqui
Home > Cenários & Dados > 2018: São Leopoldo é a segunda cidade do RS na geração de empregos

2018: São Leopoldo é a segunda cidade do RS na geração de empregos

São Leopoldo terminou o ano de 2018 com o segundo melhor saldo entre as cidades gaúchas que mais geraram vagas de emprego no Rio Grande do Sul. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o saldo foi de 2.173 novos postos de trabalho com carteira assinada no período de janeiro a dezembro do ano passado. Este é o melhor saldo na cidade desde 2011.

Depois de três meses consecutivos – setembro, outubro e novembro, ocupando o terceiro lugar nos números de crescimento do emprego formal entre as cidades do estado, São Leopoldo passou para a segunda colocação em dezembro de 2018. De acordo com o levantamento, o setor que mais contribuiu para este saldo positivo foi o de serviços, com maior destaque, registrando 2.005 vagas. Em segundo ficou a indústria de transformação, com a criação de 389 empregos, seguido da construção civil, com 105 novos trabalhos de carteira assinada. Ao considerar todas as categorias, foram registradas 23.823 admissões e 21.650 desligamentos no ano passado. Dentre os municípios gaúchos que mais geraram emprego em 2018, Caxias do Sul ficou em primeiro lugar por ser a cidade que obteve o melhor percentual (5.132 vagas).

 

Para a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo (ACIST-SL), ao mesmo tempo em que os dados são positivos, pois indicam mais pessoal efetivamente contratado, por outro gera preocupação quanto aos setores de comércio e indústria, que de modo geral geram mais renda para os trabalhadores. O comércio, por exemplo, fechou o ano negativo em 2,91% e a indústria com apenas 2,22% de crescimento. “A carga salarial é maior na indústria, o que gera mais consumo e em consequência mais tributos municipais. É importante haver políticas de desenvolvimento para todos os segmentos da economia e sabemos que a indústria é que mais impacto tem pelo seu efeito dominó”, ressalta Fernando Ribas, vice-presidente de Indústria da entidade.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico, Rafael Souza, destacou os dados e falou sobre a dedicação do poder público municipal em promover geração de emprego na cidade. “Em 2017, São Leopoldo também ocupou a segunda posição entre os municípios do estado que mais geraram emprego. Foram 1.117 postos de trabalho. Mas ao comparar os saldos, os números do ano passado praticamente dobraram. Terminamos 2018 com o total de 2.173 vagas, ou seja, uma diferença de 1.056 empregos a mais que 2017″, avaliou.

ACESSE AQUI OS DADOS COMPLETOS

Top